Claves Health lança solução que democratiza recrutamento de profissionais da saúde

Carlos Pinho - 03/07/2024

RH Outsourcing promete elevar clínicas de médio porte a outro patamar de desenvolvimento com tecnologia e processos humanizados


Foto por Claves

Em pouco mais de um ano no mercado, a Claves Health, primeira plataforma do Brasil de recrutamento com curadoria e inteligência de dados para conectar profissionais da saúde com clínicas e hospitais, já coleciona diversos êxitos, como a ampliação da sua atuação em escala nacional. Em 2024, a startup dá um novo passo em prol do desenvolvimento do setor com o lançamento do RH Outsourcing. O serviço, exclusivo para clínicas de médio porte, chega com o objetivo de aprimorar o atendimento à saúde através do engajamento, treinamento e capacitação contínua dos seus profissionais, como recepcionistas, secretárias, auxiliares, entre outros.

 

De acordo com Larissa Zandonade, CEO e fundadora da Claves, o propósito com a novidade é de levar o recrutamento a outro nível com inovação e personalização, aprofundando-se no entendimento das dores do mercado para democratizar processos que melhorem o atendimento e potencializem o faturamento dessas clínicas.

 

- Nosso foco é desenvolver talentos por meio de programas personalizados, garantindo que estejam sempre atualizados com as melhores práticas. Estamos comprometidos em elevar o padrão de atendimento ao paciente, utilizando tecnologia de ponta em nossos processos. Este serviço representa um passo significativo na transformação da entrega de cuidados de saúde – explica Larissa. 

 

O novo serviço contou com o investimento-anjo de R$ 600 mil do empresário Nathaniel Bloomfield. Atualmente, a startup dispõe de uma carteira de mais de 70 clientes em todo território nacional – entre eles, a Rede D’Or – e realizou mais de 250 vagas no último semestre. Com o RH Outsourcing e as demais ações que virão, projeta-se um crescimento de 40% para 2024.

 

- Olhando para o futuro, estamos focados em expandir nossa base tecnológica e aprimorar nossa metodologia para torná-las ainda mais escaláveis e eficientes no atendimento às necessidades do setor de saúde, que está sempre evoluindo. Acreditamos que a Claves emerge como um farol de inovação para o setor de saúde - projeta.

 

Da pivotagem ao pioneirismo

 

O risco de “pivotar” causa apreensão em muitos empreendedores, pois envolve adaptação, mudanças drásticas e recomeço. Mas para alguns, é uma janela de oportunidades. Foi o caso da brasiliense Larissa Zandonade, que atuava como administradora e consultora na saúde pública e privada até decidir abrir o próprio negócio em 2022: uma espécie de Airbnb de espaços corporativos. Mas o destino – ou melhor, um cliente – a reconectou à área na qual fez carreira por mais de duas décadas para se reinventar em menos de um ano. Assim, em janeiro de 2023, nasceu a Claves Health.

 

Larissa conta que, em meio à antiga operação, um cliente pediu o médico como parceiro e não como locatário. Ela aceitou o desafio e cumpriu em apenas dois dias. Logo ele indicou para outro, que replicou a novidade também para seus contatos. Foi aí que a empreendedora percebeu que havia furado uma bolha. E iniciava assim a realização do propósito com o qual sempre sonhou: empreender com algo que fosse uma dor não atendida.  

 

- Entendemos que o mercado precisava de recrutamento de médicos. Um desafio não tão simples tendo em vista que o mercado é relacional e estava dentro do Whatsapp e do networking, mas nem todos tinham networking e as clínicas ficavam à procura de profissionais por anos - relata.

 

A atenção então se voltou para as necessidades das clínicas e dos hospitais, e em convertê-las em oportunidades para os profissionais da saúde a partir de um relacionamento humanizado. Para tal, a startup atua dentro da unidade à frente de todo processo com base no conceito de hunting. A equipe entende a dor do cliente, suas necessidades e valores, e movimenta um intenso mapeamento para oferecer talentos que, de fato, façam a diferença, conectando propósitos e competências. Na plataforma, os médicos se cadastram e buscam as melhores oportunidades para sua especialidade. Ao mesmo tempo, entram no radar de hospitais e clínicas de excelência no país, que também podem divulgar suas vagas.

 

Grandes oportunidades também trazem grandes responsabilidades e Larissa uniu forças com referências nas áreas de recrutamento, inovação e gestão, os sócios Fabiano Figueiredo e Rodrigo Curcio, para criar ferramentas próprias, como um banco de dados que atualmente integra 606 mil médicos e um ATS (software de gestão de processos de recrutamento e seleção) para dar suporte ao time na busca dos profissionais. Em poucos meses, o negócio já estava pronto para alçar novos voos.

 

- Em outubro de 2022, aumentamos o portfólio a pedido dos nossos clientes e começamos o recrutamento e seleção de todos os profissionais da saúde. Isso com o suporte dos mais altos padrões de excelência hoje apresentados pelo RH, que reduz o erro e aumenta a assertividade nas contratações. Em janeiro, lançamos a publicação de vagas pelo próprio usuário com a nossa metodologia e três vezes mais alcance, atualmente gratuito – completa Larissa.  

 

Figueiredo tem 30 anos de experiência em gestão de inovação, projetos e equipes de comunicação, tecnologia e marketing, se especializando em desenvolvimento de produtos ao longo da carreira. É também CEO da Comoequetalá, empresa de capacitação e jobs para profissionais criativos, e diretor de planejamento da Associação Edtech Meetup. Já Curcio conta com mais de 15 anos construindo produtos digitais para RH. Idealizou e lançou a HumanAZ, uma das mãos inovadoras HRTechs brasileiras, recrutando times de tecnologias, dados, produtos para grandes nomes, dentro e fora do Brasil, como Klavi, ZigFun, Neon Pagamentos, Vibra Energia e Firstbase.

 

Para mais informações, acesse https://claves.com.br/

 

 

 

  • Compartilhe:
  • @