bars

Abstartups comemora 10 anos de fundação com conquistas importantes para o ecossitema - Release

PiaR Comunicação 25/03/2021

Entidade representativa do setor de inovação no país liderou conexões, lançou grandes eventos e movimentou relevantes marcos político-econômicos

Em março deste ano, a Associação Brasileira de Startups ( Abstartups) completa 10 anos de fundação, comemorando conquistas importantes para os atores do ecossistema. Instituída por meio da união dos empreendedores Gustavo Caetano, Tomás Duarte e André Fonseca, com o propósito de criar uma frente de trabalho mais coesa para atuar em prol das startups brasileiras, a entidade liderou conexões, lançou grandes eventos e movimentou relevantes marcos político-econômicos nesta primeira década.

"Ao longo dos últimos anos, a Associação virou algo muito maior do que a gente imaginou e acho que o nosso papel foi de iniciar esse processo que, como todo negócio que cresce, trouxe transformações e aprendizados constantes à economia brasileira, assim como os desafios. Durante os últimos 10 anos, vimos o setor aprimorar processos, avançar na atuação nacional e ampliar a abrangência e relevância das soluções internacionalmente", ressalta Gustavo Caetano.

Tendo a informação, a promoção e a representatividade como pilares principais, a Abstartups tem, atualmente, 18 colaboradores no time de operação, além de 150 líderes nas principais comunidades brasileiras de todos os estados, que buscam gerar valor, garantir autonomia, criar um ambiente de união e conexão entre equipes e stakeholders em torno de certos objetivos, somando forças para alcançar os melhores resultados. Também busca compartilhar e agregar conhecimentos aos atores do setor, assegurando diversidade e um ambiente respeitoso em suas ações, agindo com transparência, honestidade e comunicação aberta.

Para tanto, o time, que começou com os três fundadores, é orientado a estudar e criar meios para evoluir, criando oportunidades de inspirar, conectar e crescer conjuntamente com representantes público-privados em benefício geral. "Nossa missão é advogar pelas startups, porque acreditamos no poder e no impacto que a inovação e nossos empreendedores têm não só na economia, como também na transformação social de nosso país", lembra Felipe Matos, atual presidente da Abstartups, posto liderado anteriormente por Gustavo Caetano, Andre Diamand e Amure Pinho.

Sólida evolução
Entre as importantes conquistas da última década, a Abstartups destaca o lançamento do StartupBase em 2014, uma base de dados a qual os empreendedores podem alimentar organicamente com informações das suas empresas. O que começou com 640 startups, atualmente é a fonte de informação nacional aberta para consultas e com atualizações diárias, trazendo conhecimentos sobre mais de 13 mil empresas (entre elas, 5 mil associados) de 45 setores localizados em 515 cidades brasileiras, servindo de base para estudos e mapeamentos da mídia, especialistas e curiosos do setor.

"Em 2014 também lançamos a Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), que contou com 50 palestrantes nacionais e internacionais e 50 expositores, atraindo um público de quase 1.500 pessoas ao Centro de Exposições Fecomercio SP. A cada ano, o evento foi crescendo e se tornando uma referência para o ecossistema de inovação, reunindo, em 2020, junto com a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), um público de quase 25.500 pessoas em um ambiente 100% online (por conta da pandemia da Covid-19 e do distanciamento social), que assistiu a mais de 300 palestrantes em 450 horas de conteúdo. Foi um marco para nós e uma consolidação do nosso papel como representante oficial do setor", pontua Felipe Matos.

Em 2019, a Abstartups auxiliou o Distrito.me na composição do São Paulo Tech Report, além de juntar-se a Dell Technologies para estudar melhor as agtechs em Mapeamento do setor e ao Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB) para maior conhecimento das startups de educação. Em 2019, conseguiu ranquear São Paulo, representando o Brasil, no estudo internacional mais abrangente e amplamente lido do mundo sobre ecossistemas de startups, o Global Startup Ecosystem Report 2019, realizado pela Startup Genome, que analisa mais de 40 cidades e milhares de empresas pelo mundo.

E por trazer maior conhecimento sobre o setor, contribui para o crescimento desse modelo de empresas no Brasil, que hoje chegou ao patamar de 15 unicórnios - startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão -, entre eles 99, Nubank, iFood e o mais atual MadeiraMadeira, que movimentaram a economia nos últimos anos, atraindo quase R$ 20 bilhões em investimentos somente em 2020.

"Nós inspiramos, capacitamos, conectamos e advogamos pelas startups, porque acreditamos no papel da inovação como motor de transformação positiva para o país", reforça a atual vice-presidente da Abstartups, Ingrid Barth.

Marcos políticos
Para além dos estudos e investimentos, em setembro de 2019, em movimento de aproximação com o Governo Federal, o setor conquistou a assinatura e a aprovação da Medida Provisória da Liberdade Econômica, por meio da Lei 13.874 feita pela Secretaria Especial de Burocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, que altera diversas legislações que afetam pequenos negócios de inovação.

Desde então, representantes da Associação junto à Associação Dínamo e outros empresários do setor ajudaram a confeccionar também o Marco Legal das Startups ou Projeto de Lei Complementar 146/19, recentemente aprovado pelo Senado Federal, que estabelece um ambiente regulatório facilitado para que empresas inovadoras consigam desenvolver suas operações no Brasil. "Entendemos a importância dos avanços a respeito da regulamentação e apoiamos a personalidade jurídica que isso trará para as startups. Entretanto, identificamos ainda a necessidade de alguns ajustes no texto aprovado pela Câmara dos Deputados", ressalta o presidente da entidade.

Em paralelo, a Abstartups também liderou um importante movimento de aproximação com a indústria por meio de parcerias e outras iniciativas, chegando a 32 mantenedores e apoiadores atuais, tais como Ambev, AWS, Baptista Luz, BMG, Bossa Nova, BS2, Darwin, Dell Intel, Distrito, EDP, Mercedes, PiaR Comunicação, Randon, Sympla, Vale, Votorantim, entre outros. "Graças aos nossos parceiros conseguimos articular programas, produtos e eventos relevantes para o setor, a exemplo do Pitch.Gov ES, StartupOn, Papo com Investidor e StartupBeer, trabalhando para oferecer cada vez mais benefícios, conexões e educação para as startups associadas. Afinal, o futuro da economia está cada vez mais atrelado a capacidade de inovar e nossa missão é apoiar e fomentar essa inovação", conclui Matos.

Para o futuro próximo, a entidade está ampliando o trabalho de inteligência de dados e advocacy, além de reforçar a discussões sobre diversidade no ecossistema; ampliar a atuação das comunidades locais; impulsionar discussões sobre formação e qualificação de profissionais; estruturando os novos comitês de associados para aumentar a representação setorial.