• Sexta-Feira, 30/10/2020
  • Brasília, C
Entretenimento, informação, crônicas, horários de ônibus e muito mais. Tudo em um só lugar.
Brasília é Aqui: Entretenimento, informação, crônicas, horários de ônibus e muito mais. Tudo em um só lugar.

Forró em Brasília - Cultura nordestina no DF - De Brasília


Foto: Igo Estrela / Metrópoles

Com origem no nordeste brasileiro, o Forró é um estilo musical que logo tomou conta do país e do mundo, levando um pouco desta cultura para outros lugares.

Seu nome tem diferentes significados e pode ser usado para representar a música, a dança, a cultura ou a festividade.

No final do século XIX, havia diversos bailes populares conhecidos como Forrobodó, Forrobodança, Forrobodão ou “For All” (festas onde toda a população poderia participar) e, por serem realizados em locais com piso de chão batido, era preciso que os dançarinos arrastassem os pés, para que não se levantasse a poeira.

Por esse motivo, a dança recebeu o apelido de rastapé ou arrasta-pé.

O estilo começou a ter grande popularidade por causa do sanfoneiro Luís Gonzaga, mas foi a partir dos anos de 1960 e 1970 que outros grupos ou cantores começaram a surgir em outros estados e regiões do Brasil e nos últimos anos tem revelado artistas de grande talento na capital brasileira.

Em Brasília, a dança começou a ganhar maior força a partir dos anos de 1994, quando uma colônia de nordestinos que viviam em Brazlândia, começou a criar novas coreografias para as músicas existentes na época.

Essas mudanças foram as grandes responsáveis por fazer com que Brasília entrasse para a história do forró, desenvolvendo uma dança e estilo próprio.

A música

Muitos artistas surgiram com o passar dos anos, após a inserção do ritmo na cidade e atualmente diversos grupos fazem grande sucesso.

Destaquei para vocês três artistas/bandas de forró em Brasília, os quais você confere a biografia logo a seguir.

Bandas /Artistas
Thiago Lunar

Thiago Lunar foi o fundador do grupo brasiliense Forró Lunar e permaneceu em sua liderança por cerca de sete anos, onde conquistou muita experiência atingindo o auge de sua performance como artista.

Nascido em Brasília, mas de família mineira, o cantor e compositor sempre buscou inserir em seu repertório músicas tradicionais do forró como os grandes sucessos de Dominguinhos e Luís Gonzaga, mas não deixou de lado suas composições, as quais faziam parte de todos os shows tanto do grupo, quanto em carreira solo.

Inovar e misturar estilos como o axé, o samba e o frevo é uma das principais intenções de Thiago, que busca sempre levar o máximo da diversão ao seu público.

Ele afirma que a essência da cultura está no tradicionalismo. Por esse motivo emprega em seus shows e composições apenas os instrumentos autênticos do forró, como a sanfona, o triângulo, a zabumba e a voz.

Nego Rainner

Começando sua carreira como cantor aos 16 anos, Nego Rainner participou como voz principal no grupo Só pra Xamegar, que tinha uma pegada mais raiz, tocando músicas no mais puro estilo pé-de-serra, onde permaneceu por mais de dez anos.

Em 2019, passou a seguir carreira solo, gravando seu primeiro CD fora do grupo, o qual surpreendeu a crítica e caiu no gosto dos fãs com músicas mais românticas e com um tipo de forró que se assemelha ao atual sertanejo universitário. 

O músico/compositor/cantor brasiliense tem expandido seu sucesso para fora da Capital, fazendo shows por todo o Nordeste e Centro-oeste, dominando o palco no Carnaval de Salvador – o maior do Brasil.

Além disso, Nego Rainner fez grandes participações em diversas festas de São João em todo o país e teve uma de suas composições, a famosa “Posição da Peppa Pig” no topo das paradas, superando até mesmo outros artistas, como o Psirico.

Rasga calcinha

Idealizada pelo empresário Francisco Johnny Braga, na cidade de Brasília em 1998, a banda Rasga Calcinha está no mercado a mais de 22 anos com músicas inovadoras com um toque de tradição que agradam muito o seu público.

Sua principal proposta é levar diversão e alegria aos seus seguidores, oferecendo momentos felizes e de descontração.

Seus dez CD’s e dois DVD’s gravados lançaram grandes hits, como “Vaqueira é ela”, “Vai me pagar”, “É nóis na pancada”, entre outras. Todas composições próprias que atingiram grande sucesso não apenas em Brasília, mas em outros estados como Bahia, Minas Gerais, Paraíba e Piauí.

E a Rasga Calcinha ainda teve a oportunidade de dividir o palco com outros astros do forró como Mala sem alça, Washington brasileiro, Forró Boys, Mastruz com Leite, entre outros, não sendo uma exclusividade local, mas se apresentando por todo o país e atraindo cada vez mais seguidores.

Em sua formação atual, os vocalistas Johnny Gavião e Juliana Rezende são os responsáveis por animar o público que têm atingido um número recorde em diversas apresentações da banda, inclusive aquelas organizadas pelos próprios músicos em datas especiais.

Esses shows são realizados a fim de oferecer oportunidade para outras bandas do mesmo segmento se apresentarem frente a uma grande plateia, para que o público seja marcado de forma positiva e o espaço seja aberto a novos profissionais.

Eventos – Forrozim do Minas

Brasília recebeu pessoas de diversos outros estados que trouxeram um pouco de suas culturas para integrar essa bela cidade e o forró, como dito acima, é uma das mais influentes e presentes dentre a população.

E para que os moradores pudessem ter onde dançar e se divertir, várias baladas, festivais e bares foram criados, trazendo muita diversão às comunidades nordestinas e até mesmo a outras colônias.

Um dos maiores eventos é o Forrozim do Minas, que acontece toda semana e que antes era conhecido como Forró do Arena. Uma das mais tradicionais da cidade, esta festa já recebeu grandes ícones do gênero como Dominguinhos e Alceu Valença.

Nela é possível encontrar não apenas os apaixonados por forró, mas boa parte da população do DF de diversas idades, interessadas em conhecer mais sobre a música e dança e ainda ter a chance de se soltar um pouquinho no arrasta-pé.



Existem ainda diversas outras baladas do gênero no DF e cada dia que passa novos grupos surgem e amigos se reúnem para praticar a dança. Tenho certeza que você conhece alguém ou algum grupo que não vive sem o forró.

Engana-se quem pensa que só os mais velhos é que curtem essa cultura. A dança e o estilo caíram no gosto popular da garotada.

Se você ainda não teve contato com o forró, não deixe de conhecer. Encante-se com essa cultura tão popular em nosso país!


Horário de Onibus

Indique o número da linha ou nome da cidade.

Informações disponibilizadas por Horário de Onibus DF

www.horariodeonibusdf.com.br