• Quinta-Feira, 01/10/2020
  • Brasília, 18º C
Entretenimento, informação, crônicas, horários de ônibus e muito mais. Tudo em um só lugar.
Brasília é Aqui: Entretenimento, informação, crônicas, horários de ônibus e muito mais. Tudo em um só lugar.

Como é morar no Jardim Botânico em Brasília - De Brasília


Foto: Igreja S. Fancisco de Assis / Josue Marinho / CC BY

Criado oficialmente em 1999, o Jardim Botânico foi transformado em região administrativa em agosto de 2004 pela Lei 3435 e é a 27º RA de Brasília, estando localizada bem próximo ao Lago Sul, uma das partes mais valorizadas da cidade.

Porém, antes de se transformar em uma região administrativa, o Jardim Botânico havia sido considerado um bairro, graças ao Decreto 20881, em áreas que eram pertencentes à São Sebastião.

Seu nome é proveniente da grande área de preservação ambiental, que também fica próxima ao Lago Sul e a região é basicamente formada por condomínios fechados, os quais ficam próximos às RA’s Lago Sul e São Sebastião, aproximadamente 20Km distantes do Plano Piloto.

Sua grande área de preservação ambiental conta com uma rica fauna e flora típica da vegetação cerrado, que é capaz de proporcionar maior qualidade de vida a todos os moradores.

Veja no decorrer deste texto, diversas outras informações sobre características, infraestrutura e opções de turismo e lazer presentes no Jardim Botânico em Brasília 

História do Jardim Botânico

Apesar de existir no papel apenas a partir do ano de 2004, o Jardim Botânico enquanto bairro ou região administrativa, já contava com uma grande quantidade de condomínios fechados horizontais antes desse período, os quais foram herdados de pequenas parcelas da Fazenda Taboquinha.

Por serem de delimitações bastante controversas, muitas destas construções ficaram em situação irregular por alguns anos, passando por uma regularização entre o período de 2006 e 2018.

Porém, outras opções de moradia também em sistema de condomínio, implantadas posteriormente, desta vez com regularidade, foram desenvolvidas.

Agora com relação à população da RA, a maior parte dela é formada por pessoas que atuam no serviço público local, possuem um grau de escolaridade em nível superior, sendo que detém a segunda maior renda per capita da cidade, perdendo apenas para o Park Way.

Mais da metade dos 27,3 mil moradores do Jardim Botânico são mulheres e cerca de 50% do total da população do bairro possui idade entre 25 e 59 anos.

Além disso, a maior parte da comunidade veio de outras regiões do país, sendo que a predominância é do estado de Minas Gerais.

O Jardim Botânico e sua Infraestrutura

Por se tratar de uma região relativamente nova, o Jardim Botânico ainda não possui escolas públicas para seus moradores, pois estas se encontram ainda em processo de aprovação, porém diversas instituições de ensino particular para a educação básica, fundamental e média, podem ser encontradas na RA.

O bairro conta também com algumas opções de escolas bilíngues, dentre elas a Escola Francesa e a Escola das Nações.

Já com relação ao transporte, é possível encontrar 28 linhas de ônibus urbano circulando pela região, porém o principal meio de transporte local é por automóveis, considerando que o Jardim Botânico não conta com estações de metrô.

E quanto à infraestrutura voltada para a saúde, o Jardim Botânico conta com um centro médico e diversas clínicas, todos particulares, não oferecendo hospitais nem postos da rede pública.

Além disso, diversas farmácias, padarias, supermercados e lojas onde é possível encontrar grande variedade de produtos básicos estão presentes no local, tudo para o melhor conforto e qualidade de vida dos moradores. 

Pontos turísticos e de diversão

O Jardim Botânico oferece diversas opções de lazer, turismo e alimentação, sendo que o ponto principal da região é o Parque de Preservação Ambiental também chamado de Jardim Botânico, onde diversas espécies da fauna e flora do cerrado, trilhas para caminhadas, ciclofaixas e centros de pesquisas podem ser encontrados.

Diversos jardins planejados também podem ser excelentes pontos para moradores e visitantes e o parque conta com uma opção de alimentação bastante peculiar. Trata-se de um espaço para piqueniques, bastante apropriado para o café da manhã aos finais de semana. 

E para quem gosta de apreciar plantas, é possível ter acesso a um orquidário e estufas com diversas espécies, que podem ser cenário para muitas fotografias.

Restaurantes

Com um clima campestre e montanhoso, o Jardim Botânico conta com diversas opções de restaurantes para agradar aos mais exigentes moradores. Confira a seguir algumas opções:

Casa de Madeira Restaurante e Empório

Um local aconchegante e intimista que oferece aos visitantes um clima típico da região sul, além de ser palco de diversos compositores e músicos de Jazz e MPB, que alegram as noites de sexta e sábado.

Lá é possível encontrar pães, geleias, molhos, refrigerantes, tudo orgânico! O restaurante, em direção do Chef Rafael Urdaneta Paiva, serve deliciosas opções inspiradas nos países latinos.

Bistrô Jardim Bom Demais 

Lembra-se do delicioso piquenique no Parque Jardim Botânico? Pois este fantástico restaurante fornece excelentes opções de terça a domingo. Podendo escolher entre toalhas ao chão, mesas entre as árvores de eucaliptos ou em mesas inseridas na parte interna do restaurante, você pode experimentar diversas opções, inclusive um café da manhã completo, ideal para quem vai apreciar o local em grupo.

Além desses, existem restaurantes para todos os tipos de gosto, passando por culinária japonesa, rústica e até mesmo os famosos fast foods.

Casas noturnas

Os moradores e visitantes do bairro que apreciam a vida noturna também contam com inúmeras opções no local e região próxima, para conseguirem muita diversão, sendo que as mais procuradas são os bares.

Bar Santa Fé

Inspirado nos botequins paulistas muito comuns durante os anos de 1960, o Bar Santa Fé, que é uma homenagem aos sambistas da época, é um dos preferidos dos moradores do bairro e também de outros pontos da cidade.

Com muitas opções de chopp, cervejas tradicionais ou especiais e outros tipos de bebidas, tem cardápio variado, sendo que aos sábados é servida a tradicional feijoada. O bar também funciona durante a semana e no horário do almoço, onde são servidos pratos executivos.

Pink Elephant

Com presença marcada em mais de 14 países e com filiais em diversas cidades brasileiras, a Pink Elephant tem se tornado referência dentre as casas noturnas locais.

Na filial próxima ao Jardim Botânico, diversas atrações, tanto nacionais quanto internacionais podem ser apreciadas. Então, se você busca uma balada repleta de diversão, vai gostar muito da Pink Elephant!

Shed Western 

Agora quem curte uma balada sertaneja, sem dúvidas vai gostar muito do Shed Western Bar, que é especializado em sertanejo universitário e repleto de estilo.

Se você aprecia a cultura Country e deseja ouvir o melhor da tradição enquanto se diverte, este ponto pode ser perfeito para boas horas entre os amigos!

 

Neste post você conferiu diversas opções de lazer, infraestrutura, alimentação, que tornam o Jardim Botânico um excelente local para se viver em Brasília! 

O que achou das dicas?


Horário de Onibus

Indique o número da linha ou nome da cidade.

Informações disponibilizadas por Horário de Onibus DF

www.horariodeonibusdf.com.br